Tweet Tweet





5/11/2013

Sozinha


Hoje o meu dia não começou bem. Não sei se é por falta de um porto seguro ou se é porque realmente não é o meu dia. Nunca gostei de estar na rua. Mas hoje prefiro estar na rua do que em casa, principalmente quando meu pai não esta. Já não é a primeira vez que eu passo por isso. Não sei se dessa vez será diferente. Mas eu só quero que passe logo.

Ao longo desses dias nem eu mesma entendo o que estou sentido. Nada me agrada nem mesmo as pessoas, o blog, o face. N-A-D-A. Na verdade eu até sei o que eu estou sentido. É confuso. É intrigante. É entediante. É carência. É vontade. É saudade. É tristeza. É tudo é mais um pouco.

O que fazer para sair de um lugar que você jurava que seria bom, que daria todas as suas fichas de que seria feliz ali mas ele não é mas nada disso ou talvez até seja só que não serve para você. As pessoas desse lugar parecem ser vazias, fúteis, inúteis, sem sentimentos e sem um pingo de educação. As vezes me pergunto: qual é o sentido da vida delas? Sera que elas sabem o mal que fazem umas as outras? 

Antigamente eu elogiava muito essa cidade. Mas hoje! Não faz sentido nenhum viver nela. E sabe porque ? Por que um dia eu já fui uma dessas pessoas que descrevi. Graças a Deus, eu não sou mais assim. Mas hoje não me sinto parte dela. Os costumes, o cotidiano não me atrai. Não me sinto mas peça desse quebra-cabeça. Mas como tudo tem seu pró, existem coisas que me deixam feliz aqui. Coisas não, pessoas. Que espero um dia não me arrepender de chamá-los de amigos.

2 comentários:

  1. To me sentindo muito assim! Eu era uma tipica menina da minha cidade, mudei totalmente de uns anos pra ca...

    ResponderExcluir
  2. Fica assim n linda deus esta com vc.

    ResponderExcluir